domingo, 3 de outubro de 2010

O tempo é infinito


Devagar, o tempo transforma tudo em tempo.
O ódio transforma-se em tempo.
O amor transforma-se em tempo.
A dor transforma-se em tempo.
Os assuntos que julgamos mais profundos,
Mais impossíveis,mais permanentes e imutáveis,
Transformam-se devagar em tempo.
Por si só, o tempo não é nada.
A idade de nada, é nada.
A eternidade não existe,
No entanto, a eternidade existe.
Os instantes dos teus olhos parados em mim eram eternos.
Os instantes do teu sorriso eram eternos.

Foste eterno até o fim.

[José Luís Peixoto]


A página do livro se abre, exatamente aonde paramos, e um novo começo recomeça.
Por que foi abrir-se exatamente nesta página?
O vento tornou-se colibri,e os princípios se cruzaram em torno de meu corpo, e as folhas se esvairando sobre mim até caírem em meus pés.
Caí na realidade, o livro me mostrou o que eu queria saber, mas eu não entendo,a página que eu queria foi-se  e um novo capítulo começa,com aventuras, amores,e poesias.
Eu quero voltar ao tempo, jamais esquecerei da página em que te conheci, e da última vez que te vi.



O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo.
 [Mário Quintana]

 Alana Dhara 

2 comentários:

  1. oi querida!
    Vamos nos linkar?
    http://ajudaparamenina.blogspot.com
    pensa na proposta e me responde?

    ResponderExcluir